segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Acho até que estou indo bem...

Talvez eu esteja dramatizando demais. Talvez não. Essa não é a primeira vez que sofro por amor, mas também não sofri tantas vezes, afinal, amor não se encontra em qualquer esquina. Arrisco dizer que essa é a segunda vez que sofro desse mal, nesses meros 18 anos de vida. E dessa vez parece ainda pior.
Que eu me lembre, nunca havia sido tão plenamente feliz como fui nesses quase 3 meses. Fui realmente feliz, tudo estava indo bem. Esse foi aquele momento raro na vida em que não temos nada pra reclamar ou, pelo menos, nada muito relevante. Ao contrário, só tinha a agradecer. É incrível como o tempo passa e muda tudo. Incrível mesmo.
Ainda ontem estava chorando por ele. E a memória se tornou minha pior inimiga.
Eu só queria entender como tudo aconteceu, apenas isso. Como uma vida perfeita pode desabar na minha cabeça apenas por causa de uma perda... E como o perdi? Estávamos indo tão bem, pelo menos era o que eu achava.
Mas como dizem: Longe dos olhos, longe do coração. E foi basicamente isso. Mas ainda assim, insisto, como o perdi?
Hoje, sinceramente, não quero mais saber nada a seu respeito. Cansei. Cansei de te esperar, você nunca irá voltar mesmo.
Aprendi a viver sem ti. Mas acho que ainda te amo e, mesmo assim, não te quero de volta. Já doeu demais, não quero me arriscar a passar por isso de novo, não mesmo.
Ouso até dizer que agora estou bem. Sim, eu estou bem. Viver sozinha tem seu lado bom, aprendemos muitas coisas, enxergamos o mundo de outro jeito. Até porque, quando o amor entra por uma porta, a razão sai pela outra. E estando assim, leve e tranqüila, passei a ser bem racional. E isso está me fazendo um bem enorme. Claro que não é a mesma coisa de quando estava com você, mas isso já me serve. Melhor do que aquela dor que carregava como fardo.
Talvez eu tenha deixado esse fardo em algum canto qualquer – estava pesando demais - e depois volte pra buscá-lo. Mas, enquanto isso, estou bem. E espero que continue assim por um bom tempo. E, se não for pedir demais, espero até que melhore. Que venham coisas bonitas pra minha vida. E eu sei que um dia virão. Virão momentos melhores que aqueles que passei com você, pode ter certeza. Vou fazer minha vida voltar àquela perfeição, só que sem você dessa vez. Quem sabe sozinha ou, até, com outro alguém...

Nenhum comentário:

Postar um comentário